Notícias

Como reduzir o desgaste dos pneus

04/03/2016

Confira nossas dicas para reduzir o desgaste dos pneus do seu carro e tornar a vida útil muito maior

Assim como economizar combustível, reduzir o desgaste dos pneus do seu carro também exige bons hábitos e uma boa manutenção. Para te ajudar a entender o que você deve fazer para melhorar a vida útil deles, nós criamos esse guia com algumas dicas valiosas. Confira!

Pneu bom é pneu bem calibrado

Andar com o pneu bem calibrado é fundamental para reduzir o desgaste e aumentar a vida útil. Isso porque as fábricas indicam que se a sua calibragem estiver apenas 10% abaixo do ideal, os seus pneus terão 5% de redução na vida útil. Se essa diferença for maior, cerca de 30% abaixo do normal, o pneu chega a perder até 1/3 da vida útil e precisa ser trocado muito antes.

O ideal é calibrar os pneus uma vez por semana ou a cada vez que você for abastecer o carro. Se você não faz isso tão constantemente, tente pelo menos calibrar a cada 15 dias. Outra informação importante é calibrar o pneu antes que eles se aqueçam, então evite ir muito longe para calibrar, pois se o pneu estiver quente, a medição fica alterada.

Por fim, calibre dentro das recomendações do fabricante, que estão normalmente estão impressas no batente da porta do motorista ou dentro da tampa do combustível. Na dúvida, utilize o recomendado no manual do veículo.

Não se esqueça do alinhamento

Se os pneus do carro estiverem desalinhados, o desgaste também é bem maior que o comum. Com o carro desalinhado o pneu suporta a carga de forma desproporcional, sobrecarregando apenas algumas áreas da roda e gerando assim um desgaste acelerado.

Você sente que o carro está desalinhado quando o volante começa a puxar para um lado ou a tremer. Ao sentir esses sinais é melhor levar com urgência para uma mecânica, pois além desgastar os pneus, o desalinhamento gera outros problemas para o carro.

Sugerimos que a cada 10.000 km você faça o balanceamento e alinhamento das rodas do seu veículo.

Faça o rodízio dos pneus

Em média, a cada 10.000 km também é sugerido fazer o rodízio dos pneus, prática essa que ajuda a uniformizar o desgaste dos pneus e a conservar a vida útil dos mesmos. Normalmente os pneus dianteiros sofrem um maior desgaste primeiro, em função do peso do veículo ser maior na frente, por causa do motor.

Por isso, é importante que o rodízio inverta a posição dianteira e traseira das rodas e de preferência também a lateral em que a roda é fixada, realizando assim uma alteração completa das posições e ajudando a reduzir o desgaste geral.

Pegue leve na direção

Talvez um dos fatores que mais possam interferir na vida útil dos seus pneus é a forma com que você dirige. Se exigir demais do seu carro, com arrancadas e frenagens muito fortes, o desgaste será muito maior do que o comum.

Carros que possuem sistemas de controle de tração e freios ABS reduzem um pouco o desgaste dos pneus, mesmo em estilos de direção mais agressivos, mas não fazem milagre, então preste atenção na sua forma de dirigir.

Além disso, um outro fator importante, é prestar atenção onde estaciona seu carro. Evite estacionar o veículo e pressionar a guia ou meio fio com o pneu, pois dependendo da posição você pode até mesmo cortar a borracha e furar seu pneu.